Resenha: Finais Felizes Acontecem - Eduardo Martins

9/21/2016

Finais Felizes Acontecem...
Título: Finais Felizes Acontecem
Autores
Eduardo Martins
ISBN-13: 9789895164806
Editora
Chiado Editora
Ano: 2016
Páginas: 236
Na rede: Skoob
Onde comprar: Livraria Cultura
Minha avaliação do livro: ✩✩
 - Bem mediano pra não dizer ruim
SinopseAté que ponto estamos a tempo de alterar o nosso próprio destino?
Ricardo é um português milionário, emigrado em Los Angeles, mas desiludido com a vida. Após a morte trágica do seu amigo Peter, Ricardo volta a sonhar e a acreditar que ainda pode ser feliz.
Depois de refletir sobre o seu passado, decidido, vai à procura do amor da sua vida e inicia uma jornada alucinante, assombrada pelos crimes terríveis que cometera e pelos mistérios da sua família, na busca da redenção e do seu final feliz.

Tem um tempo que recebi um convite super legal pra resenhar um livro, achei o convite bacana, afinal, quando se tem um blog de porte pequeno, é raro os autores buscarem o nosso trabalho ao invés de escolher os maiores. Mas também, logo entendi o porque.
Infelizmente tive que me concentrar muito para acabar de ler o livro, pois não me agradou.
O livro Finais Felizes Acontecem conta a história de Ricardo e sua busca pela felicidade. Ele tem todas as riquezas que se pode imaginar, mas não tem a mulher que ama, e seu melhor amigo, juntamente com a esposa, faleceram em um trágico acidente, tendo como único sobrevivente seu filho, que fica sob responsabilidade de Ricardo.
Ricardo começa a relembrar sua vida no meio de uma viagem, e aí começamos uma história com diversas tragédias.

Minha opinião:

Eu tenho sérios problemas com livros que ficam repetindo diversas vezes suas grandezas materiais, riquezas, etc, e o livro inteiro me deixou com raiva porque as palavras que vão mais se repetir no livro são: dinheiro, mansão, riquezas, a tal da família Oliveira que, na história é extremamente importante e rica. 
Eu sinceramente detesto livros fantasiosos demais quando o gênero deles não é fantasia. "Mas por que, Joice?"
Porque quando você tem um autor que fantasia demais com coisas que queria ter na vida dá nisso: o cara fica rico construindo hotéis para surfistas, casa com uma modelo alta, magra e loira, com um carro do ano, etc. Se isso não for fantasia do autor, já não sei o que é, ainda pois por na orelha do livro constar que ele escreveu "baseado na própria vida". 
A história, num geral, seria até boa, se fosse escrita de uma maneira totalmente diferente, com menos riquezas e absurdos (tipo cometer um crime que NUNCA é descoberto), desgraças em demasiado, e mais uma história fixa. 
A história de verdade, é muito corrida, sem muitos detalhes, muito vaga. Não sei se é por ser seu primeiro livro, mas fica aí meu apelo pros autores de primeira viagem: não coloquem tudo no primeiro livro, sejam despretensiosos, amadureçam bem a história antes de publicar pra não dar ruim.
Não gosto nem de fazer resenhas assim, porque se for pra falar mal, prefiro nem fazer, porém, como o autor se deu o trabalho de mandar o livro, fica aqui o meu muito obrigada e as minhas considerações, que espero que façam dos próximos trabalhos dele melhores, mais estruturados, com uma história mais madura e menos fantasiosa, pois não dá pra acreditar em momento nenhum que isso é baseado em experiências pessoais.
É isso meus amores, fiquem bem!

Sobre o autor:

Eduardo Martins: 26 anos, natural de Reguengos de Monsaraz, que vive em Lisboa. Possui mestrado em Gestão. Finais Felizes Acontecem é seu primeiro livro.

You Might Also Like

18 Comentários

Comentário(s)
18 Comentário(s)
  1. Oi amore, achei a capa bem bonita.
    Pena que o livro não é muito bom!
    Não me interessei pela história.


    Beijos!
    http://www.blahoestraich.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vale o preço que está não. haha
      Beijinho <3

      Excluir
  2. Que chato, mas te entendo. É bem melhor você ser verdadeiro com você mesmo e falar logo o que achou da história do que passar algo que não é real e depois comprometer sua palavra.

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram do blog
    Instagram Pessoal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, já pensou se alguém compra por minha indicação e descobre que na verdade é ruim e eu falei bem? haha
      Beijos!

      Excluir
  3. Um conselho básico para autores que querem lançar/já lançaram seu livro:
    Estudar.
    Existem inúmeros cursos de escrita criativa hoje no mercado. Alguns incríveis (como o Escrevivendo, que é onde estudei) e outros nem tanto, mas em todos alguma coisa se aproveita.
    Continuo fazendo outros, mas online.

    Sua sorte é que você recebeu este livro para resenha, eu comprei um na Bienal e estou com raiva de mim por ter gastado meu dinheiro naquilo. Preferia ter ido ver o filme do Pelé.

    Resenha perfeita, meu bem. Seu ponto de vista nada tem a ver com a opinião de todos, muito menos com a da mãe do autor, rsrs.

    Bjksssss

    Lelê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, tem tanto curso por aí e o cara insiste em escrever coisas sem nexo nenhum (descobri ainda que ele se baseou em Nicholas Sparks...)
      Obrigada mesmo pela força <3

      Excluir
  4. Nossa pelo que percebi esse é o tipo do livro do qual eu passo longe. Ainda mais com essa história de "baseado na vida do autor" que seria melhor dizer baseado nos sonhos dos autores. Não é difícil perceber que os autores compõe histórias baseadas em alteregos, mas vez ou outra alguns perdem os limites e acontecem como nessa obra - desanda. É triste, mas acredito que não deixa de ser um aprendizado, pena que o autor não foi nem maduro o suficiente pra abraçar a Crítica e usa-la como alicerce para o seu crescimento. Pelo contrário, achou que ameaçando mudaria a opinião dos outros, jogou uma pá de cal na carreira, pois pra mim pior que um livro ruim é um autor que não sabe lidar com o público.
    Desse quero distância.
    Parabéns pela coragem e sinceridade, infelizmente isso são características raras nos dias atuais.
    Beijooos

    www.conversasdealcova.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada mesmo!
      Achei infantil a atitude do autor, pois, por mais que o livro seja bom, ninguém precisa obrigatoriamente concordar com a opinião dele.
      Haja paciência né. haha

      Excluir
  5. Olá Joice gostei da sua opinião. Eu particularmente não gosto de personagens esteriotipados demais. Fica uma coisa falsa demais. Pena que autor não soube levar isso como uma dica, e tentar escrever algo mais sutil. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gente, desculpe, mas pela sinopse eu nem aceitaria o livro =/
    Mistura muita coisa!Nem a sinopse pareceu ter um foco.
    Pelo seu resumo, a sinopse tbm deveria ter pelo menos citado a adoção do filho.
    Também não gosto de livros que focam muito a bens materiais, e desse tipo de livro já se saturou com alguns da editora Harlequim. E olha que a maioria dos romances de bancas conseguem ser bons para passar o tempo, porque mesmo o cara sendo o ricasso, eles não focam nisso.
    Você foi bem sincera, sinto falta de resenhas diretas e sinceras, gostei disso =)

    www.umsofaalareira.blogspot.com.br
    www.youtube.com/InsoniaNerdTvUmSofa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que o autor mesmo nem foca muito na adoção do filho não, acho que menciona isso em 20 paginas só, depois foca em outra coisa.
      Muito obrigada!
      Beijinhos <3

      Excluir
  7. Admirei sua sinceridade e coragem! E quando a critica é construtiva, sempre será bem vinda!
    Beijosss <3

    ResponderExcluir
  8. Mantenha-se firme, gata.
    Ninguem é obrigado a gostar de um livro, e poucas pessoas tem coragem de bater a real numa resenha quando o assunto é livro nacional.
    Autores tem que aceitar que o negócio funciona dessa forma e que nem Jesus agradou todo mundo.

    Bjus

    www.terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, nem Jesus agradou, porque ele tem que agradar todo mundo? haha
      Muito obrigada pela força! <3

      Excluir
  9. Oi, Joice!
    Gostei muito da opinião sincera que tu deu na resenha, acredito que poucas pessoas tem essa coragem e eu acho bastante honesto da parte do blogueiro fazer isso. Com relação ao livro, confesso que a sinopse dele não me chamou atenção e também não curto muito esse negócio de ficar colocando a riqueza acima de qualquer outra coisa numa história. Enfim, uma pena que sua experiência não tenha sido boa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo! Acho que temos que saber dosar o que vamos colocar em qualquer história, pra ela não perder o foco, não é? Beijinhos!

      Excluir

• Fique a vontade pra comentar, respondemos e retribuimos assim que pudermos
• Os comentários são moderados para que possamos dar maior atenção a cada um deles

Like us on Facebook